A maioria dos brasileiros não foi educada para gerenciar suas finanças, e isso tem muitas consequências, como estresse, dívidas, vender férias para tapar buracos ou em alguns casos até devolver um carro/ imóvel que estavam pagando por não conseguirem cumprir com as parcelas.

É por isso que a organização financeira é tão importante na nossa vida, e o primeiro passo para se organizar e evitar que qualquer gasto surpresa interfira na sua saúde financeira é poupar. Mesmo parecendo muito óbvio, a maioria das pessoas não se planejam para o futuro a curto, médio e muito menos longo prazo.

Nesse artigo vou contar o passos principais para você começar a organizar sua vida financeira e poupar custe o que custar!

Descubra exatamente quanto você ganha

Fazer um planejamento mensal é importante para não ter que lidar com problemas financeiros no futuro. Divida sua renda mensal entre todas as categorias do orçamento, começando pelos gastos essenciais e fixos, como aluguel, condomínio, mensalidade da faculdade, plano de saúde etc. É importante se ater ao que planejou gastar em cada categoria.

Crie um orçamento

Pode soar óbvio, mas muitos brasileiros não seguem esse princípio: planejar o quanto vai gastar no mês para nunca gastar mais do que ganha. Se você tem muitas parcelas no cartão de crédito, se usa totalmente o limite do cartão e ele é superior a 80% do que você ganha mensalmente, ou se entra no cheque especial com frequência, você gasta mais do que ganha. Evite pagar juros, e se tem uma dívida no cheque especial ou cartão de crédito, tente quitar o quanto antes, por meio de renda extra ou, em último caso, renegociação ou empréstimo pessoal.

Invista no futuro antes do presente

A única maneira de se proteger de si mesmo é se pagando antes de pagar todo o resto. Geralmente, as pessoas recebem seu suado dinheiro do mês e pagam as contas, vão gastando com lazer, alimentação, transporte e outros. No fim do mês, SE sobrar algo, elas poupam. Não deixe para depois, invista aquilo que você precisa para seus objetivos assim que cair o dinheiro na conta, e viva com o que sobra!

Hoje em dia as corretoras de valores estão facilitando cada vez mais a vida dos investidores, e já é possível programar o débito automático da sua conta todos os meses e diretamente para o investimento escolhido.

Portanto, defina um valor mensal para poupar, se baseando na sua divisão de gastos, pelo menos 20% do seu rendimento deve ser destinado à investimentos. Crie suas metas de curto, médio e longo prazo e divida esses 20% em cada categoria. O ser humano é incrivelmente adaptável, você vai sobreviver, e para isso o terceiro passo é muito importante.

photo-1502920514313-52581002a659

Leia também:

Tenha e acompanhe um fluxo de caixa

Nós não tropeçamos em montanhas. São as pequenas pedras no caminho, os pequenos gastos, que nos deixam perdidos e acabamos o mês pensando “para onde foi o meu dinheiro?”. O ideal é registrar seus gastos diariamente, mesmo as pequenas coisinhas como uma bala de 10 centavos.

Para quem tem preguiça, é muito mais prático concentrar os gastos do cartão de crédito e sempre deixa claro o que é cada gasto no aplicativo do cartão, quais são as categorias desses gastos vai facilitar sua vida, e você só precisa registrar os gastos com dinheiro ou débito em algum controle extra, como em uma planilha ou em um Planner financeiro.

Traçar metas de gastos variáveis é essencial, pois se você ultrapassar a meta na primeira semana, pode gastar um pouco menos na seguinte e assim se mantém dentro do planejado.
E para um bom acompanhamento anual, passe essas informações uma vez ao mês para uma planilha, o que vai te dar muito mais clareza das suas finanças ao longo do tempo.

Prepare-se para os gastos extras

Separe uma parte do dinheiro voltado para investimentos e monte a sua Reserva de emergência, pois para se proteger de imprevistos (que muitas vezes são fáceis de prever mas não nos atentamos) é essencial juntar o montante de pelo menos 6 meses do seu custo de vida atual para conseguir manter o mesmo padrão de vida mesmo que o pior aconteça, como perder o emprego ou ter algum acidente.

Uma dica também é pagar um seguro para isso. O seguro de acidentes pessoais cobre morte e invalidez permanente (total ou parcial) e outros riscos causados – unicamente – por acidente

photo-1507050460691-db9ce53a4539

Já coloca essas dicas em prática? Tem dúvidas de como seguir esses passos? Deixe um comentário ou me mande a sua dúvida!

APLICATIVOS ÚTEIS

Controle de Fluxo de caixa

GUIA BOLSO

Esse aplicativo mudou a minha vida, de verdade. Ele sincroniza com a conta bancária e você consegue cadastrar quantas contas e cartões você quiser. Assim fica bem mais fácil acompanhar todos os seus saldos.

E o melhor, você fica por dentro de todos os seus saldos em uma única tela e em diferentes categorias. O aplicativo sincroniza com a sua conta bancária e organiza tudo automaticamente por você, o único problema é que as vezes eles colocam em uma categoria parecida, tipo um gasto com o Uber Eats, que deveria estar na categoria Bares e Restaurantes, aparece na categoria Transporte, mas ai é só clicar em cima e alterar. É tudo muito intuitivo e prático.

MOBILLS

tela inicial do mobills
Imagem: Site do Mobills

O Mobills é o aplicativo de controle de gastos mais bem avaliado por seus usuários, com o maior número de avaliações da categoria. Ele te avisa quanto você deve economizar por mês para realizar o que tanto deseja e tem praticamente as mesmas funções de controle de fluxo de caixa que o Guia bolso.

Mas um diferencial desse aplicativo é que ele tem o programa de pontos Multiplus como parceiro. Assim você pode gerenciar suas finanças pessoais e ao mesmo tempo acumular pontos para trocar por prêmios exclusivos.

INVESTIMENTOS

VÉRIOS COMPARADOR DE FUNDOS

Esse é para quem já entende um pouco mais de investimentos e já se livrou da Poupança. Não é um aplicativo, mas um site super fácil de usar que te ajuda a investir com inteligência usando o Comparador de Fundos. É uma ferramenta gratuita criada pela Vérios Investimentos para ajudar pessoas a obter informações sobre mais de 15 mil fundos de investimento de forma simples e prática, contribuindo para aumentar a transparência no mercado financeiro brasileiro. Os dados apresentados são fornecidos pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

APlicativos de corretoras de valores

Não podemos esquecer dos apps das corretoras que somos clientes. Praticamente todas as corretoras de valores possuem algum tipo de app.

Essa iniciativa vem de encontro com a comodidade que os celulares nos oferecem. Nada melhor do que poder investir a qualquer momento, e em qualquer lugar.

Observando isso, as corretoras investiram bastante na construção de boas plataformas para celulares. Nos aplicativos de corretoras é possível comprar e vender ações, fundos imobiliários e qualquer outro ativo financeiro.

Talvez, seja ainda mais fácil operar pelo celular do que pelo navegador no caso de algumas corretoras. Enfim, para você que já é cliente de alguma corretora, procure saber as formas de negociar ativos disponíveis pela mesma.

Se houver um app capaz de agilizar suas operações, pode ser uma boa para evitar ficar de fora de algum negócio! Baixe, e comece a investir. A corretora que eu uso e indico (sem ser paga para isso) é a Genial Investimentos, mas também já usei a XP investimentos e a Easynvest.

E é isso ai! Se você curtiu esse post, compartilhe ou comente abaixo!

Esse post foi criado com a ajuda da Consultora Financeira Pessoal Eloisa Stavale @eloisaconsultora